Pentecostes: Dom para uma vida repleta de Deus

O Apóstolo Paulo diz que o Espírito Santo é o “penhor” da nossa redenção – a “primeira prestação”, que recebemos já aqui nesta vida. Mesmo sendo rico, Deus prefere pagar-nos parcelado. Ele paga em duas vezes: uma na vida presente, e outra na vida eterna. Felizmente para nós, cada uma das parcelas é bem grande. Aliás, a segunda prestação também será o Espírito Santo, a plenitude do Espírito por toda a eternidade.

Consideremos o que recebemos na vida presente – o que Deus comunicou à sua Igreja em Pentecostes. Em primeiro lugar, o perdão dos pecados. “Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, serão perdoados”. Que bom ficar livre do peso e do castigo de nossas más ações. Todos nós faltamos em muita coisa, e cada coisa mal feita acrescenta um pouco mais de peso nas costas. Graças ao dom do Espírito, não precisamos viver dobrados sob o fardo dos pecados. Mas por meio deste dom, que é o amor de Deus em pessoa, toda vez que pedimos com fé, confiança e arrependimento – sobretudo no sacramento da reconciliação – ele tira os nossos pecados, e nos restaura a nossa inocência. Pelo dom do Espírito, nos tornamos limpos e leves de novo, como que recém-saídos das mãos do Criador.

Ícone Espírito Santo

Os frutos do Espírito transformam a vida

Continua o Apóstolo: “Os frutos do Espírito são: amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, lealdade, mansidão, autodomínio”. Estes frutos têm o poder de realizar uma transformação progressiva de nossa personalidade – não de fazer de nós pessoas diferentes, mas de tornar-nos as pessoas que almejamos ser, mas que sem o Espírito não somos capazes de ser. Eles são sementes que o próprio Espírito planta em nós. Pouco a pouco, com o passar dos anos, lançam raízes profundas em nós e transformam o nosso jeito de ser – de pensar, falar, nos relacionar com os outros. Que maravilha que Deus nos concedeu este dom que renova a nossa face – exterior e interior – e que nos capacita a sermos bons pais, colegas, amigos, filhos e filhas, e que nos torna verdadeiramente felizes. Possuir uma personalidade assim repleta do Espírito é um verdadeiro tesouro.

Portadores da Sabedoria de Deus

O Espírito se infunde também em nossa mente, fazendo do cristão mais simples (e igualmente do mais sofisticado) um “sábio”. Ele abre os nossos olhos à grandeza e presença de Deus no mundo e em nossa vida pessoal; ele nos ensina a respeitar a Deus como um bom pai, ajuda-nos a compreender o porquê de nossa existência, aponta-nos para a escolha certa em cada situação. Enquanto amadurecemos, ele cria em nós a capacidade de dar uma palavra de conselho para pessoas em dificuldade, mostra-nos as leis que governam o universo que a Trindade criou, e por fim, forma em nós uma visão pacífica e penetrante da realidade. Ele nos faz compreender o “mistério” da vida, o qual, no fim das contas, não é um mistério, mas o eterno plano concebido antes da fundação do mundo e realizado em Jesus Cristo. O Antigo Testamento diz: “O temor do Senhor é o início de sabedoria”. O que deve ser então o fim, senão “Para aqueles que amam a Deus, tudo coopera para o bem. Nada pode separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor”. Esta é sabedoria e paz ao mesmo tempo.

No Espírito, a eterna juventude

São Paulo diz também que quando o Espírito de Deus habita em nós, o nosso espírito está cheio de vida. Aceitamos que um dia morreremos, mas, ao invés de sentir a nossa vitalidade diminuir, experimentamos um fortalecimento interior. Para citar Paulo de novo: “Mesmo se o nosso físico vai se arruinando, o nosso interior, pelo contrário, vai-se renovando dia a dia.” Percebemos a verdade do versículo do salmo, “Não morrerei, mas viverei, para proclamar as grandes obras do Senhor.” Uma vida divina dentro de nós, a vida do Espírito, nos está preparando para entrar em nossa herança imortal, para receber a “segunda prestação”. O Espírito deixa claro que não estamos destinados ao aniquilamento mas à plenitude, para a vida que é plena comunhão com Deus.

Anunciar as maravilhas de Deus até os confins da terra

Tudo isto o Espírito nos concede não como propriedade privada, mas como dom a ser compartilhado. O perdão, a transformação de nossas energias afetivas, a nova compreensão de Deus, da vida e de nós mesmos, a firme esperança da vida sem fim – tudo isto pede a ser proclamado e transmitido. Tudo isto nos impele a sermos evangelizadores. Como guardar este tesouro para nós mesmos, quando há multidões que precisam ouvir esta mensagem? Este é o significado das línguas do fogo em Pentecostes: o Espírito desceu sobre os apóstolos em línguas de fogo, e logo eles se puseram a falar. E o que falaram? “Anunciaram as maravilhas de Deus em todas as línguas do mundo”.

Glória a Deus pelo dom do Espírito Santo – que vem habitar dentro de nós e que vem para fazer de nós testemunhas até os confins da terra. Abramo-nos a este supremo dom, e alegremo-nos nele. O Espírito Santo em nós é a fonte da vida, que todos buscam e que nós encontramos. Ou melhor: que foi derramada dentro de nós e nos torna criaturas novas e chamadas a renovar a face da terra. ⊕

Anúncios

5 comentários sobre “Pentecostes: Dom para uma vida repleta de Deus

  1. Também agradeço pelo artigo. Belíssimas palavras que fazem pensar profundamente que o Espírito está em nós para manifestar que somos filhos de Deus e que nos sensibiliza a desejar e viver as coisas do alto.
    Muito obrigada!
    Deus abençoe pela graça do Espírito Santo +

    Curtido por 2 pessoas

  2. Obrigada Espírito Santo por inspirar esse belo artigo. Graças ao dom do Espírito Santo derramado abundantemente neste Mosteiro posso saciar minha sede de paz e ter esperança na vida eterna. Obrigada irmãos pelos frutos semeados em meu coração.

    Abraço fraterno

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s